Recife Sites - Agência Web
NOTÍCIAS
Publicado em 12/08/2015, às 13h13
Google virou Alphabet: o que isso significa para o empreendedorismo?

Na noite de ontem fomos surpreendidos pela notícia da criação da Alphabet, empresa guarda-chuva sob a qual estariam todas as divisões e subdivisões da Google, inclusive a própria Google, que seria "a maior empresa desse grupo". A notícia diz ainda que Larry Page e Sergey Brin estavam se afastando do comando direto da Google -- que ficaria sob a batuta de Sundar Pichai, atual diretor de produtos -- para assumir a direção e a presidência dessa nova empresa.

Quais seriam as consequências desse movimento no médio e longo prazo para a economia global? Imensuráveis -- uma gigante do tamanho da Google não dá um espirro sem afetar a economia do planeta. Mas não somos especialistas em economia pra sequer cogitar o quanto isso vai impactar os mercados.

Podemos, modestamente, especular sobre desdobramentos disso no mercado de startups.

O mercado global de startups é feito em grande parte por gente como eu e você que quer empreender. Começa com uma ideia na cabeça que aponta para a solução de um problema. É essa ideia-solução-na-cabeça que dispara os próximos movimentos que fazem nascer a startup -- criar um modelo de negócios, escalar, etc... Nosso pequeno empreendimento é, então, fruto de uma ideia, da vontade de resolver um problema, que é também o que nos faz enfrentar os riscos e incertezas de se lançar no mercado, deixando para trás o relativo conforto de uma vida de funcionário.

Pois bem, um trecho do comunicado de Larry Page sobre a criação da Alphabet diz o seguinte:

"We are excited about...

Getting more ambitious things done.

Taking the long-term view.

Empowering great entrepreneurs and companies to flourish.

Investing at the scale of the opportunities and resources we see.

Improving the transparency and oversight of what we're doing.

Making Google even better through greater focus.

And hopefully... as a result of all this, improving the lives of as many people as we can."

Dois pontos desse trecho me saltaram aos olhos: "empoderar grandes empreendedores e companhias para que elas floresçam" e "investir na escala das oportunidades e recursos que nós vemos".

Eles são os possíveis indicadores de que uma das grandes transformações que a criação da Alphabet pode trazer, no médio e longo prazo, ocorrerá dentro do mercado de Startups, com potencial para mudar o paradigma de criação das empresas.

O que acontece quando a Google (ou a Alphabet) chacoalha um saco de dinheiro pronto para ser distribuído para "empreendedores e companhias"?

Vamos viver uma corrida do ouro? Provavelmente. E qual será o impacto dessa corrida do ouro nas "ideias para solução de problemas"? O que irá mover as futuras gerações de empreendedores? Suas ideias e vontade de transformar a realidade ou a possibilidade de se tornar "um grande empreendedor certificado e patrocinado pela Alphabet?

E qual será o "parâmetro Alphabet de seleção de grandes empreendedores e companhias?" E que tipo de contrapartida a Alphabet exigirá dos felizes contemplados?

"Uma startup é um grupo de pessoas à procura de um modelo de negócios repetível e escalável, trabalhando em condições de extrema incerteza", diz o mercado hoje. Modelo de negócios é precedido de uma ideia. Que é provocada por um problema.

Recife Soluções Digitais LTDA - CNPJ: 19.889.400/0001-28 - Rua General Joaquim Inácio, 830 - Sala 212 - Edf. The Plaza - Ilha do Leite - Recife - PE - (81) 3127.0101 - contato@recifesites.com