Recife Sites - Agência Web
NOTÍCIAS
Publicado em 25/11/2013, às 11h16
Aplicativo captura imagem e compensa cheque pelo celular

Recebeu um cheque e não tem tempo de ir ao banco para depositá-lo na conta? Basta baixar um aplicativo, capturar a imagem pelo celular, enviar o arquivo ao banco, e esperar algumas horas até a compensação. Depois, guarde o cheque como recibo ou lembrança da transação.

O serviço existe no Brasil, está em fase avançada de teste, e será lançado ao grande público em 2014. E por que não transformar o bilhete do transporte público em um cartão de crédito pré-pago? O valor carregado pode ser gasto tanto sob a forma de passagens de metrô, trem e ônibus, como no pagamento de lanches ou de pequenas transações.

Os dois "cases" são destaque da revista "Prêmio Relatório Bancário", coordenada pela agência Cantarino Brasileiro, que será divulgada hoje em São Paulo.

O aplicativo que compensa cheques por imagem é do Bradesco, que disponibilizou o serviço apenas aos clientes da agência Bradesco Next, localizada no Shopping JK (zona sul de SP), e de suas duas agências virtuais. São agências sem endereço físico e que só existem na internet.

Novo aplicativo DO Bradesco permitirá compensar cheque só pela captura da imagem

Novo aplicativo DO Bradesco permitirá compensar cheque só pela captura da imagem

Além de escanear a frente e o verso do cheque, o aplicativo captura o chamado número CMC7, uma espécie de código de barras para cada folha, localizado logo abaixo da assinatura do cliente.

Nos EUA, a regulação permite que essa tecnologia cancele o cheque, impedindo que uma pessoa repasse a mesma folha para pagar um segundo portador. No Brasil, o Banco Central ainda estuda como permitir isso utilizando apenas o arquivo de imagem. Uma das ideias é restringi-lo ao cheque nominal ou atestar a destruição da folha. Até lá, o cheque escaneado ainda precisa chegar ao banco.

 Essa tecnologia tem capacidade inclusive para capturar a imagem de cédulas de papel moeda, cancelá-las no Banco Central, e convertê-la em dinheiro na conta do cliente. Os reguladores internacionais, no entanto, relutam em permitir isso devido ao receio quanto à segurança da operação, além da proibição e do custo de destruir cédulas de papel moeda.

 

O bilhete de transporte público que poderá ser utilizado como cartão pré-pago é o BOM+ (Bilhete Ônibus Metropolitano). O cartão é aceito no metrô e nos trens metropolitanos, além de várias linhas de ônibus intermunicipais da Grande São Paulo.

A novidade é a função de cartão pré-pago, que estreia nesta semana com a bandeira Mastecard. Segundo Rubens Fernandes Gil Filho, diretor-executivo da Promobom Autopass, o cartão é utilizado pelas empresas para pagarem vale transporte aos funcionários.

O empregado, no entanto, não consegue converter o valor depositado pela empresa para o transporte público em outros pagamentos. Isso pode ser feito se ele carregar o cartão com o próprio dinheiro. Os depósitos no cartão independem de o cliente ter conta em banco. O usuário carrega o plástico em uma loja, pela internet, ou por um outro cartão eletrônico.

 

Fonte: Folha

Recife Soluções Digitais LTDA - CNPJ: 19.889.400/0001-28 - Rua General Joaquim Inácio, 830 - Sala 212 - Edf. The Plaza - Ilha do Leite - Recife - PE - (81) 3127.0101 - contato@recifesites.com