Recife Sites - Agência Web
NOTÍCIAS
Publicado em 23/09/2013, às 16h21
Descubra a melhor maneira de se apresentar nas redes sociais

Redes sociais como o Facebook e o Google+ possuem opções para que o usuário crie o próprio perfil ou desenvolva uma página. A principal diferença entre uma página de fãs e um perfil pessoal é que, neste último caso, ele não pode ser criado para empresas, animais ou lugares. É o que explica Ana Victorazzi, coordenadora de projetos da 55social, especializada em tecnologias e soluções para mídias sociais. Entenda a divisão e escolha a melhor opção.

Os termos de uso do Facebook e do Google+ já alertam o usuário para possíveis consequências de uma escolha equivocado. Se o dono da página é uma pessoa, deve usar um perfil. Se é um negócio, animal ou lugar, deve usar uma página de fãs. "Uma empresa que tem perfil de pessoa em vez de uma página não está de acordo com os termos de uso dessas redes sociais e corre o risco de ser banida”, afirma Ana, que já viu casos como esses.

Quando encontrada pelas equipes de desenvolvimento das rede sociais, as páginas pessoais em situação irregular recebem avisos para que mudem seu formato. Mas, caso tentem se manter com perfil de pessoa, podem ser apagas e ter seu conteúdo deletado na rede.

Quem pode ter fãs?

Existem diversos tipos de páginas que podem ser criadas e curtidas no Facebook, separadas em seis categorias. São elas: empresa local ou lugar como lojas, bares e igrejas; instituições, universidades, ONGs, museus; marcas e produtos como celulares, tênis, bebidas, grifes famosas, cosméticos; artista, banda ou pessoa pública como atletas, personalidades e artistas de TV; entretenimento como revistas, editoras e portais de comunicação e de informação; e causa ou comunidade como aquelas voltadas à atividades filantrópicas.

No Google+ as páginas estão divididas em cinco categorias: empresa local ou lugar; produto ou marca; empresa, instituição ou organização; e artes, entretenimento ou esportes. A quinta categoria é destinada a páginas que não se encaixam em nenhuma das páginas anteriores.

Além de serem mais adequadas, outro lado bom é que o número de pessoas que podem seguir e curtir uma página, tanto no Facebook como no Google+, é ilimitado nas páginas. Portanto, ela abrange um público mais amplo do que os limites dos cinco mil amigos permitidos para um perfil de usuário comum (pessoa física) em ambas as redes sociais.

Ter uma página no Facebook ou no Google+?

Ana também explica que o mais importante para quem cria uma página é que ela seja encontrada pelas pessoas. Hoje elas são buscadas no Google ou no Facebook.

"O ideal é criar páginas em ambas as redes sociais, com quase o mesmo nível de prioridade. O Facebook é disparado o ambiente que vai gerar cliques diretos, engajamento e relacionamentos. Porém, o Google+ gera indexação na ferramenta de busca do Google e isso melhora a relevância da empresa perante o algoritmo desse site", explica.

Ou seja, quem tem uma página no Google+, o Google.com vai entender que o endereço merece estar melhor posicionado no topo dos resultados do que os links de outras redes sociais.

O ideal é que, além de ter páginas em ambas as redes sociais, os donos de páginas de fãs deem atenção para atualizações em ambas as redes. Quem não atualiza o Google+ com certa frequência, deixa de ser um usuário ativo ou uma página ativa, o que faz com que sua página decaia no ranking em relação a outras páginas mais ativas dentro dessa rede social.

Associando um perfil a uma página

Ana Victorazzi diz que hoje em dia as empresas especialmente trabalham para fazer com que os funcionários, CEOs e diretores, que têm grande visibilidade ou maior número de contatos dentro das redes sociais, utilizem seus perfis como estratégia de marketing e divulgação.

O efeito causado nos usuários varia quando uma página de fãs fala sobre o próprio produto ou quando uma pessoa comuma fala sobre o mesmo produto, explica. “Se uma página diz ‘eu sou um bom produto’, ela não tem o mesmo efeito do que se o seu amigo que está no Facebook disser ‘este é um bom produto’”, o que torna válido uma visão mais abrangente.

Recife Soluções Digitais LTDA - CNPJ: 19.889.400/0001-28 - Rua General Joaquim Inácio, 830 - Sala 212 - Edf. The Plaza - Ilha do Leite - Recife - PE - (81) 3127.0101 - contato@recifesites.com