Recife Sites - Agência Web
NOTÍCIAS
Publicado em 26/07/2013, às 15h14
Google é responsável por 25% de todo o tráfego da Internet, diz estudo

A grande de novos produtos sendo criados e fornecidos pelo Google agora fazem com que a companhia seja responsável por quase 25% de todo o tráfego da Internet, número bem maior do que os 6% registrados há apenas três anos, segundo um novo estudo.

Com base em medidas de aparelhos de usuários finais e fatias de audiências, isso faz com que o alcance da gigante de buscas seja maior do que Facebook, Netflix e Twitter combinados, de acordo com a empresa de big data e pesquisas de intraestrutura da Internet Deepfield.

Cerca de 60% de todos os aparelhos de usuários finais da web trocam tráfego com os servidores do Google durante o período de um dia, afirma que a Deepfield, que realizou o estudo. A análise inclui computadores e aparelhos móveis, assim como diversos consoles de games, produtos para home mídia e outros gadgets do tipo, como Apple TV, Roku, Xbox 360 e apps móveis.

Os dados em questão se focam principalmente na América do Norte e cobrem aproximadamente um quinto da Internet para consumidores finais dos EUA, tornando esse “o maior estudo sendo feito deste tipo”, afirmou a empresa em seu blog.

 

O cofundador da Deepfield, Craig Labovitz, atribuiu o crescimento meteórico nos padrões de tráfego ao aumento de servidores no Google, assim como também ao sucesso de uma variedade de produtos, como o YouTube, comprado pela empresa de Moutain View em 2006, e aos aparelhos móveis com sistema Android, criado pela gigante de buscas, e aos vários serviços na nuvem da empresa, como o Google Drive.

Apenas o Netflix tem uma largura de banda maior, segundo a Deepfield, mas o serviço de streaming atinge seu pico apenas por algumas horas durante a noite, no horário nobre, e durante os período de atualização de cache na manhã.

“As chances são, se você tem um aparelho conectado com a Internet, no final do dia ele terá trocado informações com um servidor do Google”, afirmou Labovitz em uma entrevista.

O Google, por exemplo, tem registrado um grande cresciment do seu sistema móvel Android desde o lançamento em 2008. Durante a conferência de desenvolvedores da empresa, o I/O, em maio deste ano, executivos afirmaram que o Android possui cerca de 900 milhões de usuários.

“Apesar de não ser novidade que o Google é grande, a escala e o domínio da empresa na infraestrutura da Internet possui implicações signifcativas no design e evolução da rede”, aponta a Deepfield.

Os resultados, segundo Labovitz, falam com a tendência crescente não apenas do Google, mas outras grandes empresas de tecnologia, como Facebook, Netflix e Apple, tanto construindo sua própria infrestrutura de rede ou dependendo de serviços de hospedagem de outras empresas, como o S3, da Amazon.

 

Resultados

Os resultados da Deepfield são baseados em uma análise contínua do tráfego anônimo na Internet em uma vareidade de seções cruzadas na América do Norte e múltiplas infraestruturas colaborativas e provedores de Internet.

No entanto, as descobertas do grupo podem ser um pouco altas demais, para o analista de indústria da consultoria IDC, Brad Casemore. “Suspeito que os números não sejam uma representação precisa da proporção do Google no tráfego da Internet”, disse. Mas isso “não é dizer que o Google e outras fornecedoras de grande escala na nuvem não estejam registrando um crescimento percentual de tráfego na web”, disse.

“À medida que consumidores, startups, pequenas empresas, e companhias de todos os tamanhos estão aumentando cada vez mais seus serviços na nuvem, a partir do Google e de outras grandes fornecedoras, podemos esperar que essas entidades registrem um crescimento percentual no tráfego geral da Internet, apesar de ser difícil afirmar qual a proporção exata a qualquer momento.”

Recife Soluções Digitais LTDA - CNPJ: 19.889.400/0001-28 - Rua General Joaquim Inácio, 830 - Sala 212 - Edf. The Plaza - Ilha do Leite - Recife - PE - (81) 3127.0101 - contato@recifesites.com