Recife Sites - Agência Web
NOTÍCIAS
Publicado em 04/07/2013, às 15h08
Twitter: mercado negro de seguidores cresce e fica cada dia mais barato

Hey, você! Quer conseguir mil seguidores no Twitter de forma rápida? Vai te custar... 11 dólares!

Enquanto pessoas honestas produzem posts e tweets relevantes na tentativa de aumentar a sua credibilidade na popular rede social, um atalho está prontamente disponível para qualquer pessoa com dinheiro suficiente para comprar um hambúrguer. 

Conforme relatos da Marketing Land, o mercado negro de seguidores falsos está florescendo, a medida que os preços para esses fãs caem - o que facilita, mais do que nunca, aumentar seu número de seguidores. 

Em seu mais recente relatório sobre a prática, a BarracudaLabs analisou mais de mil contas que investem em seguidores falsos ("abusadores" como são chamados). 

A empresa apontou que, em média, abusadores possuem mais de 50 mil seguidores no Twitter.

O jogo dos seguidores falsos tornou-se extremamente sofisticado. É fácil pensar que esses seguidores falsos como sendo contas que surgem em um dia e são eliminadas em outro, mas isso não é mais o caso. 

Ao analisar cerca de 100 mil perfis falsos, a Barracuda notou que praticamente um em mil tinha menos de três meses de idade - a idade média de uma conta chega a cerca de sete meses.

Contas falsas chegam até mesmo a enviar seus próprios tweets (média: 77 vezes) e têm seus próprios seguidores (média: 32). A fim de se passar por uma conta legítima, o segredo parece estar em pegar uma conta de usuário real, acrescentar um outro personagem  e copiar todo do perfil. Nada pode ser mais real do que usar a bio e a imagem de uma outra pessoa.

Contas falsas passam por uma rotina sofisticada de twittar todos os dias para fazer com que os perfis pareçam tão autênticos quanto possível. A tática só é desmascarada sob avaliação humana, mas as máquinas ainda não conseguiram detectá-la.

O Twitter  tem muitos problemas em detectar contas falsas por meios automatizados. Ferramentas de terceiros projetadas para verificar se as contas são legítimas, de acordo com a Barracuda, agora são em grande parte incapazes de descobrir contas recheadas com seguidores falsos.

Por que se preocupar?

Por que fazer tudo isso? É um negócio de milhões de dólares que, uma vez automatizado, exige sobrecarga mínima para continuar funcionando.

Mas o que acontece com aqueles que compram os seguidores? Por que encher a sua conta com perfis falsos?

A resposta é simples: motivação financeira. No mundo da mídia social atual, ter seguidores é igual a ter poder. Ou, no mínimo, ter "importância", "relevância". Se você quiser seguir um blogger que fala sobre widgets, você vai seguir aquele com uma dúzia de seguidores, ou o com meio milhão? Qual parece mais credível e mais importante?

Em muitos casos, ter um grande número de seguidores parece gerar ainda mais deles. Por isso ter uma base de seguidores saudável pode ser uma maneira fácil de dar visibilidade a uma nova conta no Twitter e, eventualmente, um desses seguidores legítimos pode resultar em uma venda. (Por outro lado, isso tudo poderia ser uma ilusão: um estudo interno realizado pela Coca-Cola descobriu que o "zumzumzum" da mídia social "não tem impacto quantificável sobre as vendas no curto prazo.")

Você não tem que ser um scammer sem escrúpulos para entrar no jogo. O New York Times informou recentemente que as contas pertencentes a Pepsi, Newt Gingrich, e 50 Cent estavam lotadas de seguidores falsos, identificados como tal, porque eles tinham adquirido ou perdido um grande número de seguidores em um dia.

Se ter um maior numero de seguidores deve-se à competitividade das empresas, a uma tentativa de manipular números em pesquisas políticas, ou a simples vaidade, não importa realmente. É barato, e não há penalidades reais se você for pego.

A solução improvável

Corrigir este problema é extremamente fácil, mas totalmente improvável. Tudo o  que o Twitter tem que fazer é parar de exibir o número de seguidores de uma conta. Se terceiros não podem dizer quantos seguidores um perfil possui, a vontade de aumentar esse número, em grande parte desaparece.

Então, de novo, talvez isso não importe. O LinkedIn limita a exibição pública do número de conexões que uma conta possui em 500, mas o mercado de conexões falsas para a rede social continua aquecido. Comprar um pacote com 100 pessoas que não trabalham com você custa, atualmente, cerca de 15 dólares.

 

Fonte: Idgnow

Recife Soluções Digitais LTDA - CNPJ: 19.889.400/0001-28 - Rua General Joaquim Inácio, 830 - Sala 212 - Edf. The Plaza - Ilha do Leite - Recife - PE - (81) 3127.0101 - contato@recifesites.com