Recife Sites - Agência Web
NOTÍCIAS
Publicado em 01/07/2013, às 15h09
Google dá dicas para segurança WiFi

Já faz algum tempo que o Google mantém um site com dicas rápidas e instruções que explicam o que você pode fazer para se manter seguro na Web. A série "É bom saber" funciona como uma espécie de guia para se manter seguro e protegido online.

Esta semana, o site do Google que concentra essas dicas ganhou um texto especial sobreo uso seguro de redes WiFi domésticas.

Segundo o Google, mais de 25% dos usuários de Internet no mundo usam WiFi em casa para se conectar à web. Mas muitos não têm certeza de como proteger a sua rede doméstica ou não sabem por que é importante fazer isso. A melhor maneira de pensar sobre a sua rede WiFi doméstica é imaginar que ela é como a sua porta da frente: é importante ter uma tranca forte para garantir a sua segurança.

Quando os seus dados trafegam em uma rede WiFi desprotegida, as informações que você envia ou recebe podem ser interceptadas por alguém que esteja por perto. Seus vizinhos também podem usar a sua rede para acessar a Internet, o que pode deixar a sua conexão mais lenta. Proteger a sua rede pode ajudar a manter suas informações seguras quando você se conectar e pode proteger os dispositivos que estão conectados à sua rede.

Se tiver interesse em melhorar a segurança da sua rede WiFi doméstica, as etapas em seguida podem ajudar.

1. Verifique que tipo de segurança você já tem na sua rede WFi doméstica

Seus amigos precisam digitar uma senha para entrar na sua rede WiFi quando visitam a sua casa pela primeira vez? Se esse não for o caso, a sua rede não é tão segura quanto poderia ser. Mesmo se eles precisam inserir uma senha, há alguns métodos diferentes para proteger a sua rede e alguns são melhores que outros. Para verificar que tipo de segurança você tem na sua rede doméstica, olhe nas configurações do WiFi. Sua rede provavelmente será: desprotegida ou protegida com WEP, WPA ou WPA2. WEP é o protocolo de segurança sem fio mais antigo. Por conta disso, também é mais fraco que os outros. O WPA supera o WEP, mas o WPA2 é o melhor.

2. Mude suas configurações de segurança da rede para WPA2

Seu roteador sem fio é a máquina que cria a rede WiFi. Se a sua rede doméstica não for protegida com o WPA2, você precisa acessar a página de configurações do seu roteador para fazer a alteração. Consulte o manual do usuário do seu roteador para saber como acessar essa página ou procure online as instruções para o seu aparelho específico. Qualquer dispositivo com a marca comercial Wi-Fi comercializado depois de 2006 é compatível com o WPA2. Se você tem um roteador mais antigo, sugerimos que faça uma atualização para um mais novo que ofereça o WPA2. É mais seguro e ainda pode ser muito mais rápido.

3. Crie uma senha forte para a sua rede WiFi

Para proteger a sua senha com WPA2, será necessário criar uma senha. É importante que você escolha uma senha única, longa e com uma mistura de números, letras e símbolos, para que seja difícil para outros adivinharem. Se você estiver em um espaço particular, como a sua casa, não tem problema escrever a senha em papel como lembrete, mas guarde em um local seguro. Também será útil ter a senha por perto caso seus amigos venham visitar e precisem se conectar à Internet. Assim como você não sai por aí distribuindo cópias da chave da sua casa, somente dê a senha do seu Wi-Fi para pessoas da sua confiança.

4. Proteja seu roteador também, para que ninguém altere suas configurações

Seu roteador precisa de uma senha própria, diferente da senha que você usa para proteger sua rede. Os roteadores saem de fábrica sem senha ou possuem uma senha padrão simples que muitos cibercriminosos já conhecem. Se você não redefinir a senha do seu roteador, criminosos em qualquer lugar do mundo terão uma maneira fácil de iniciar um ataque contra a sua rede para acessar os dados compartilhados e os computadores conectados à sua rede. Para muitos roteadores, é possível redefinir a senha na página de configurações do aparelho. Crie uma senha diferente da que usa para se conectar à sua rede WiFi (como descrito na etapa 3) e não a compartilhe com ninguém. Se as senhas forem iguais, qualquer pessoa com a senha da rede também poderá alterar as configurações do seu roteador WiFi.

5. Se precisar de ajuda, consulte as instruções

Se tiver perdido o manual do seu roteador, digite o número do modelo do seu roteador em um mecanismo de pesquisa: geralmente as informações estão disponíveis on-line. Em último caso, entre em contato com o fabricante do roteador ou com o seu provedor de serviços da Internet para mais ajuda.

 

Fonte: Idgnow

Recife Soluções Digitais LTDA - CNPJ: 19.889.400/0001-28 - Rua General Joaquim Inácio, 830 - Sala 212 - Edf. The Plaza - Ilha do Leite - Recife - PE - (81) 3127.0101 - contato@recifesites.com