Recife Sites - Agência Web
NOTÍCIAS
Publicado em 27/05/2013, às 15h16
Ericsson transforma janelas de ônibus em antenas Wi-Fi

A Ericsson pode arranjar concorrentes para o mais estranho produto de rede, se comercializar as suas janelas de ônibus sem fio, exibidas durante a feira CTIA Wireless desta semana.

As janelas teriam antenas translúcidas embutidas, conectadas a um sistema Wi-Fi interno para uso de passageiros, enquanto viajam pela estrada. No exemplo, a antena Wi-Fi dual-band apresentada pela Ericsson era apenas um quadrado de metal vermelho quase invisível incorporado entre as camadas de vidro.

A gigante da infraestrutura móvel demonstrou o conceito no nível superior do seu estande na CTIA, acima de um mostruário de outras tecnologias projetadas para as chamadas redes heterogêneas com ambos Wi-Fi e rádios celulares.

Na terça-feira (21), a empresa anunciou melhorias para o seu software de gerenciamento de rede, que permitirá a operadoras fazer um melhor trabalho em mudar assinantes entre os dois sistemas para a melhor cobertura possível.

A solução da empresa teve sua origem em um problema para usuários wireless em ônibus, carros e trens. Para isolamento e proteção do sol, algumas janelas já estão sendo construídas com finas camadas translúcidas de alumínio imprensado entre o vidro. Combinado com o metal que cobre o restante de um veículo, as janelas essencialmente criam a chamada Gaiola de Faraday, uma caixa que bloqueia todas as ondas de rádio externas, explicou o gerente de programa de marketing da Ericsson, Bryan Coley.

Os viajantes em um veículo desse tipo não podem ficar online usando a rede celular ao ar livre, porque o sinal é bloqueado. Mas os pesquisadores da Ericsson decidiram utilizar o princípio de metal em vidro em seu benefício, para construir as antenas para as janelas, juntamente com o metal de isolamento. Embora simples, cada antena reforça o sinal da rede interna.

A rede resultante torna-se parecida com um sistema de Wi-Fi de avião. Os passageiros se conectam a uma rede interna, que usa uma tecnologia de maior alcance, como a LTE, para se conectar ao mundo exterior.

Ao mesmo tempo, usando o sinal de bloqueio de janelas e Wi-Fi interno impede uma situação que pode forçar as redes celulares exteriores - o que é um dos problemas do uso de celulares em aviões. Se uma passageiro aéreo ligar um celular, ele pode forçar as torres de celular terrestres a tentar se conectar com ele, desviando a largura de banda que poderia ser usada por pessoas no chão.

Um trem cheio de passageiros, que tentam alcançar as torres de celular enquanto em movimento, podem tornar mais difícil para as operadoras gerenciar o tráfego. Além disso, pode diminuir rapidamente a bateria dos telefones, já que estão trabalhando duro para obter sinais fracos, disse Coley.

O conceito também pode passar de ônibus e trens para edifícios de escritórios com paredes de vidro, disse. Além de fortalecer uma rede WiFi interna, essas antenas poderão melhorar a cobertura e a capacidade dos sistemas celulares, enquanto alivia a demanda sobre as torres de celular próximas.

 

Fonte: Idgnow

Recife Soluções Digitais LTDA - CNPJ: 19.889.400/0001-28 - Rua General Joaquim Inácio, 830 - Sala 212 - Edf. The Plaza - Ilha do Leite - Recife - PE - (81) 3127.0101 - contato@recifesites.com