Recife Sites - Agência Web
NOTÍCIAS
Publicado em 30/04/2013, às 13h59
Google premia pesquisador com US$ 31 mil por descoberta de bugs no Chrome

O Google premiou neste mês um pesquisador de segurança com 31.336 dólares por relatar a descoberta de três bugs no seu navegador Chrome.

O valor pago para Ralf-Philipp Weinmann, um pesquisador do Interdisciplinary Centre for Security, Reliability and Trust da Universidade de Luxemburgo, foi um recorde no programa de recompensas de bugs do Google.

A gigante de buscas já pagou mais em vários concursos que realizou ou co-patrociou, incluindo 100 mil dólares para uma equipe da MWR InfoSecurity no Pwn2Own do mês passado.

A empresa de Mountain View citou a descoberta de Weinmann em uma curta mensagem publicada há duas semanas, reconhecendo sua generosidade. "Temos o prazer de premiar Ralf-Philipp Weinmann com 31.336 dólares pelo Programa de Recompensas Chromium pela cadeia de três bugs, incluindo a demonstração do código de exploração e pesquisa detalhada", disse Ben Henry, gerente de programa técnico do Google, em um post no blog do Chrome.

As três vulnerabilidade foram relacionados a O3D, uma API do JavaScript projetada para a elaboração de aplicações web interativos baseadas em gráficos 3D. A API e o plug-in para navegador foram criados pelo Google, com uma versão preliminar da última lançada em 2009.

Todos as três falhas foram classificadas como "alta", o segundo ranking mais grave no sistema de pontuação de quatro etapas do Chrome.

Incentivando à caça aos bugs

O prêmio dado a Weinmann foi de um valor acima do normal para o programa de recompensas do Chrome. Em agosto passado, no entanto, a gigante anunciou recompensas maiores - justificando o aumento por um declínio nos pedidos - e deixou a "porta aberta" para uma abordagem mais flexível na emissão de recompensas e bônus.

Até o momento, o Google pagou cerca de 188 mil dólares em recompensas e prêmios para o Chrome e Chrome OS, incluindo aqueles dados no concurso Pwn2Own e Pwnium - ambos realizados no início de março em uma conferência de segurança de Vancouver, British Columbia.

Durante o Pwnium, um hacker conhecido apenas como "Pinkie Pie" recebeu 40 mil dólares por uma exploração parcial no navegador do Google.

A Mozilla, desenvolvedora do Firefox, também paga prêmios a quem encontra bugs em seu browser, mas ao contrário do Google, não divulga os nomes dos pesquisadores ou dos pagamentos que recebem.

 

Recife Sites © Todos os direitos reservados - contato@recifesites.com