Recife Sites - Agência Web
NOTÍCIAS
Publicado em 22/04/2013, às 11h14
Bing questiona estudo que aponta Google como melhor em detecção de malware

A Microsoft soltou um comunicado questionando um estudo publicado na semana passada que apontava o rival Google como cinco vezes melhor na detecção de malware do que o seu browser Bing. As informações são do TechCrunch.

Publicado pela empresa alemã de testes de antivírus AV-Test, o levantamento em questão teria como erro o fato de ter usado sua própria API para executar as buscas em vez de realizá-las diretamente pelo Bing.com, segundo a Microsoft. A fabricante do Windows alega que essa metodologia foi responsável por “enganar” o sistema de alertas de malware do Bing.

“O Bing na verdade evita que os usuários cliquem em sites infectados por malware ao desabilitar o link na página de resultados e mostrando uma mensagem abaixo para impedir que as pessoas acessem o site”, afirma o gerente sênior da Microsoft para o Bing, David Fesltead.

O executivo ainda explica que a Microsoft não remove de forma explícita os sites potencialmente maliciosos do seu índice de buscas, uma vez que “a maioria deles são sites legítimos que normalmente não hospedam malware, mas foram hackeados”. Em vez disso, o browser mostra um alerta quando os usuários clicam em tais links.

De acordo com Felstead, isso acontece porque os internautas esperam que o site aparecerá em suas buscas, mesmo que seja um vetor conhecido de malware. Caso contrário, pensariam que o diretório do Bing é incompleto, afirma.

E, apesar da rivalidade maior com o Google nos últimos tempos, o diretor da Microsoft admite que detectar malware em sites é uma tarefa bastante complexa e que “nenhuma ferramenta será perfeita em 100% do tempo”.

 

Fonte: Idgnow

Recife Sites © Todos os direitos reservados - contato@recifesites.com